Blog Archives

Reinaldo Ribeiro

Uma Lenda da Noite

0
26 de Abril de 2017

Era uma vez uma noite de verão num país distante. No céu escuro cintilavam miríades de estrelas e podia ver-se a olho nu alguns planetas ilumina­dos pela sua luz, que a distância tornava escassa. Conta-se que, subitamente, o firmamento foi ilumi­nado por um clarão de enorme intensidade. Estranho fenó­meno, que nin­guém na altura soube explicar, […]


Trinta Anos Depois

0
19 de Abril de 2017

  Era Abril e éramos jovens. Tão jovens que, apesar da longa noite, negra e tempestuosa, ainda sonhávamos, e muito! Esbanjávamos fraternidade, esperança, amor e sonhos. Estes, embora envergonhados e temerosos, lograram concre­tizar-se naquela aurora longínqua. Exigimos então, despreocupada e incautamente, tudo o que nos roubaram. Tínhamos essa ambição pois éramos sim­ples, mas também éramos […]


Quintal e Inverno

0
14 de Abril de 2017

O QUINTAL E O PRENÚNCIO DO INVERNO O dia adormecia lentamente naquele fim de Outo­no. No céu, as nuvens levadas pela brisa ainda morna, amon­toavam-se em arquitecturas fantásticas, cada vez mais som­brias. Uma senhora, idosa, arrasta com dificuldade a cadeira para junto de uma janela. Senta-se e olha, sem ver, o mundo físico que a rodeia: o […]


Do Céu e do Inferno

0
8 de Abril de 2017

Será amargo o travo da morte, e serão necessárias metá­fo­ras para o suavizar? Não me desagrada seguir o inevitável curso do destino só para descobrir se a maré lenta que conduz a vida humana desa­gua ou não na tão apregoada imortalidade. Mas eu não quero a imortalidade terrena. Quero viver esta vida intensamente, pois considero-a […]


O Quadro

0
29 de Março de 2017

O meu grande objectivo sempre foi a busca incansável do prazer – a que chamo felicidade. Para o alcançar, socorro-me de tudo o que posso e escolho os meus próprios mecanismos. Mas, apesar disso, a minha vida é enfadonha, repetitiva, sem motivos aparentes de júbi­lo e só uma forte determinação consegue vencer essa mono­tonia. Certa […]


Dúvidas…

0
15 de Março de 2017

– Padre Onofre, é verdade que Cristo, sendo Deus, se deixou matar na cruz, digamos, voluntaria­mente? – É verdade meu filho! Cristo, num gesto pleno de amor, sacri­ficou-se, enquanto homem, pela salva­ção de toda a Humani­dade. – Mas padre, de que forma pode um sacrifício alheio benefi­ciar os outros? E porque é que os seres […]


Louco e Natureza

1
9 de Março de 2017

O LOUCO E A NATUREZA Encostado ao parapeito de um moderno viaduto urbano, olho as escuras e fétidas águas que passam vagarosas – quase paradas – sob os meus pés. Penso que aquelas águas talvez tenham sido eternas em tem­pos primordiais, quando corriam, de pedra em pedra, límpidas e alegres, descendo da montanha, onde nasceram, […]


AGENDA

Loading...

GANDAIA NO EMAIL

Para receber no seu email o nosso BOLETIM SEMANAL só tem que introduzir aqui o seu endereço eletrónico...