Olhe Que Não Doutor

By  | 4 Outubro, 2017 | 0 Comments | Filed under: OPINIÃO, Ricardo Salomão

Joaquim Judas, depois dos resultados eleitorais, refere que os maus resultados se devem ao descontentamento na Costa da Caparica (e na Charneca).

Não nos parece ser o caso. De todo!

Para a Câmara Municipal, em 2013, o PCP-PEV (CDU) obteve 1.063 votos. No ano presente, 2017, obteve 1.078, portanto, mais votos. Não muitos, mas mais. Precisamente mais 15 votos.

Porém, não deixa de ser verdade que, devido a uma maior afluência às urnas, os votos de 2013 conferiram 22,19%, ao passo que em 2017 se ficou pelos 19,79%. Mas não é pelas percentagens em cada freguesia que os resultados são apurados e não foi por transferência de votos da CDU que o PS reforçou os seus resultados.

Já no que toca à Charneca da Caparica, as coisas são um pouco diferentes, mas também não muito: em 2013 obteve 4.752 votos e em 2017 4.311, ou seja, menos 441 votos, apesar de nas percentagens ser uma diferença maior 33,11% em 2013 e 25,01% este ano. Seja como for, não foram estes 441 votos que tiraram a Câmara à CDU.

Porém, não deixa de ser significativo que se atribua a estas freguesias a diferença de resultados.

Então onde estiveram as perdas?

No Monte e Trafaria a CDU ganhou em 2013 e também nestas eleições. Porém, em 2013 ganharam com 3.423 votos e agora com apenas 2.863 votos, ou seja, uma diferença de  560 votos.  Nas freguesias de Almada, as perdas foram muito maiores: em 2013 8.491 votos e agora 7233, uma diferença de 1.258 votos, quase o triplo das perdas da Charneca.

Finalmente, no Laranjeiro e Feijó 5.737 em 2013 e 5012 votos em 2017. Uma perda de 712 votos. Isto apesar de serem vencedores nestas freguesias e não nas da Costa e Charneca.

Se a CDU não tivesse perdido estes votos na Charneca e, sobretudo nas da Caparica/Trafaria, cidade de Almada e Laranjeiro/Feijó (os bastiões da CDU) o resultado tinha sido outro.

Mesmo tendo em conta o aumento de 5.933 votantes nestas eleições, o que determinou a derrota foram os votos perdidos, sobretudo nos bastiões da CDU. Precisamente naqueles onde a Câmara tem investido fortemente ao longo dos passados 41 anos.

Na Costa da Caparica, apesar de tudo. Teve mais votos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

AGENDA

Loading...