Mobilidade Margem Sul

By  | 24 Outubro, 2018 | 0 Comments | Filed under: Notícias

A Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul manifestou-se contra a Proposta de Orçamento de Estado, afirmando não ser assim que se altera o paradigma da mobilidade na Área Metropolitana de Lisboa.

Face ao agravamento dos problemas na Transtejo, a Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul exige que o governo passe dos anúncios às ações!

Depois do anúncio da aquisição de 10 novos navios para a Transtejo e para a Soflusa, depois do anúncio do reforço de verbas para a manutenção da frota (que tinha sido rejeitado no orçamento para 2018), a proposta de Orçamento de Estado para 2019 prevê 875 mil euros para estas empresas, o que é manifestamente insuficiente!

Os utentes da Transtejo e da Soflusa não atravessam o rio com anúncios de futuros barcos, de futuras manutenções, da futura contratação de trabalhadores.

Os utentes de transportes valorizam a adesão dos responsáveis da Área Metropolitana de Lisboa à defesa de um passe intermodal único para a área metropolitana, tal como as várias comissões de utentes e alguns autarcas têm vindo a defender ao longo dos anos. Um passe que abranja todos os operadores e todas as linhas (é de recordar que ainda hoje a Transportes Sul do Tejo não aceita o Passe Social em algumas das linhas dentro do concelho de Almada).

Mas os utentes de transportes estão cheios de anúncios e exigem respostas concretas aos problemas do setor. Não se pode esperar que as pessoas prefiram utilizar o transporte público em detrimento do transporte individual, quando este não é minimamente fiável (como se passa com o serviço que tem sido prestado pela Transtejo e Soflusa).

Estas últimas semanas têm sido críticas no serviço prestado pela Transtejo, com a sucessiva supressão de ligações entre Cacilhas e o Cais do Sodré, pelo que é urgente dotar esta empresa de mais barcos, da séria manutenção dos equipamentos existentes e de mais trabalhadores!

Assim, a Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul enviou para o Governo, para os Grupos Parlamentares e para a Área Metropolitana de Lisboa a denúncia do que se tem estado a passar com a Transtejo.

Esta Comissão de Utentes tem ainda uma reunião agendada com a Câmara Municipal de Almada onde vai solicitar à autarquia que tome posição sobre esta matéria e que exija o reforço imediato dos meios da Transtejo e a regularização do serviço público de transporte de passageiros entre as duas margens do rio Tejo.

 

About 

Jornal da Associação Gandaia

http://gandaia.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


CALENDÁRIO DO

AGENDA

Loading...

Subscreva aqui o Boletim do Notícias da Gandaia

Receba semanalmente no seu email um resumo das novas notícias publicadas no nosso jornal. Basta inserir o seu

Pin It on Pinterest