Sol da Caparica

By  | 2 Fevereiro, 2019 | 0 Comments | Filed under: Notícias

António Miguel Guimarães, da AMG Music, responsável pelo Festival O Sol da Caparica, desde a sua criação até 2018, veio agradecer publicamente a toda a equipa, colaboradores e ao público, os resultados obtidos.

A Associação Gandaia era uma das entidades parceiras desta iniciativa.

Recordamos que até ao momento, nada se sabe sobre a edição de 2019, o seu cartaz e quem irá ser o organizador. 

Trancrevemos o texto da AMG na íntegra.

“A Amg Music vem agradecer a todos os seus parceiros, à sua equipa e ao Público do Festival a nomeação do Sol da Caparica para os prémios IBERIAN FESTIVAL AWARDS – a propósito da 5ª edição do SOL DA CAPARICA que criámos para a Câmara Municipal de Almada e que tivemos a honra de produzir, de dirigir a Comunicação e fazer a direção artística.

O Sol da Caparica está nomeado para:

  *   Best Major Festival

  *   Best Cultural Program

  *   Best Lusophone and Hispanic Festival

  *   Best Brand Activation-Smas

No ano de 2018, a que se referem estas nomeações, o Sol da Caparica atingiu grandes resultados:

  *   Maior Festival Nacional de Musica Portuguesa dos Palops e Brasil

  *   Maior Festival desta categoria com bilhetes pagos.

  *   4º Maior Festival anual em lotação, com bilhetes pagos.

  *   Único Festival português no Top 10 no período decorrente  de janeiro a outubro, com maior impacto de comunicação.

  *   Sexto do Ranking global nacional anual. O único sem apoio de um patrocinador comercial – naming

  *   O 4º com maior impacto de comunicação no mês de agosto.

O Sol da Caparica 2018 bateu o seu record de lotação.

  *   77.000 pessoas entraram no recinto.

  *   7.000 crianças de idade igual ou inferior a 6 anos no Festival – Dia da criança e restantes dias.

 A Receita foi a melhor de sempre gerando o menor investimento municipal final de sempre no Festival.

O Impacto económico

  *   14,6 milhões de comunicação.

  *   Restauração alojamento na região esgotada.

  *   1,5 milhões injetados na economia nacional e local.

  *   Cerca de 2,2 milhões de gastos em bilhetes e consumo.

  *   Sem contabilizar valores intangíveis de notoriedade.

  *   Sem contabilizar impacto no emprego local.

O Festival empregou:

  *   1636 pessoas nos dias do Festival

  *   10 pessoas permanentes o ano todo

  *   40 pessoas durante dois meses

  *   6 pessoas durante 4 meses

  *   5 avençados o ano todo

  *   3 estagiários profissionais remunerados durante, 4, 2 e 1 mês respetivamente.

  *   6 estagiários remunerados durante o Festival.

  *   Cerca de 250 voluntários durante o ano

  *   Não inclui o trabalho, ao longo do ano, do pessoal das empresas contratadas, da Câmara Municipal de Almada e serviços.

Contribuiu para o emprego e negócios do setor cultural em todo o país

Contratadas 125 empresas fornecedoras para a montagem do Festival

     *   38 de Almada e Margem Sul

     *   72 de Lisboa

     *   12 do Norte

     *   8 do Centro

     *   2 do Sul

     *   1 estrangeira

A todos os que participaram ao longo dos anos na construção deste grande Festival o nosso obrigado.”

About 

Jornal da Associação Gandaia

http://gandaia.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


AUDITÓRIO COSTA DA CAPARICA

  1. 02MarTeatro
  2. 29MarTeatro - " Contado Ninguém Acredita"
  3. 30MarTeatro Infantil
  4. 10MayTeatro - "Filha da Mãe"
  5. 12MayTeatro Infantil - Protagoniza Magia
  6. 19MayLançamento do livro de Ana Rodrigues
  7. 15NovTeatro - "Volta a Portugal em Revista"

GANDAIA CLUBE

  1. 17MarEleições na Gandaia

NOTÍCIAS NO EMAIL

Para receber no seu email o nosso BOLETIM SEMANAL Introduza aqui o seu endereço eletrónico...