O Tecido Empresarial da Região

By  | 13 Janeiro, 2015 | 0 Comments | Filed under: Notícias, OPINIÃO, Quem Somos? por Manuel Torres

A perceção da composição do tecido empresarial duma região e a sua evolução recente permite, a todos os agentes económicos nomeadamente a empresários, consumidores, trabalhadores e administração pública, melhorar, adaptar e desenvolver a dinâmica económica e social da sua realidade mais próxima.

Ainda que o impacto que a grande metrópole que Lisboa representa seja indesmentível, é no tecido empresarial localmente considerado, que se pode encontrar a solução para um desenvolvimento sustentável e integrado. Não sendo razoável no mundo atual promover a autarcia económica pura e dura, existem boas práticas que aconselham uma atenção muito particular à produção local como meio de impedir o empobrecimento e a desertificação a prazo, havendo mesmo autores a sugerir que os bens que consumimos deveriam no máximo ser produzidos numa área que não excedesse a centena de quilómetros em redor.

Quando nos dirigimos a um qualquer supermercado, as nossas escolhas dos produtos mais concorrenciais poderão a prazo significar um aumento do desemprego na nossa própria região, para além do acréscimo da pegada ecológica decorrente do maior gasto de combustíveis fósseis com o respetivo transporte.

É no âmbito destas preocupações que nos propusemos divulgar, ainda que com algumas limitações decorrentes da relativa “idade” dos dados disponibilizados pelo INE cujo registo só chega ao ano de 2012, as estatísticas relativas às empresas sitas nos concelhos do Arco Ribeirinho Sul, a saber Almada, Seixal, Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete.

A informação básica compreende a evolução anual desde 2004 até 2012 do nº de empresas, do pessoal ao serviço, do valor acrescentado bruto (VAB) e das vendas, ventiladas pelas secções e divisões CAE (Classificação das Atividades Económicas), sendo ainda possível entender, com recurso a indicadores, a intensidade da atividades destas mesmas empresas nos seis concelhos considerados.

À semelhança dos artigos anteriores é ainda possível interagir com os dados selecionando os diversos botões disponíveis, obter cópia de cada página em formato PDF, bem como importar os dados subjacentes a cada um dos quadros em diversos formatos.

About 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


AGENDA

Loading...

CALENDÁRIO


Pin It on Pinterest