A Ama de Leite

Não é só nos seres humanos que, quando as mães não têm leite para amamentar os seus filhos, se recorre a outra mulher para os amamentar. Nos dias de hoje isso já acontece menos mas, há 80 anos, quando eu nasci, tive uma ama que me amamentou.

O caso que hoje vos mostro, passou-se há meia dúzia de anos, e não eram humanos  os intervenientes. Eram animais de espécies nossas conhecidas e que não é raro acontecer. Aqui passa-se entre uma cadela que amamenta o seu filhote e uma cria de texugo, que ficou sem a mãe. Um acto de partilha e não muito raro entre animais de espécies diferentes. É bonito de ver esta imagem que obtive no meu Alentejo, numa data que não registei. Acontece muitas vezes encontrar estes gestos de partilha, partilha que os humanos nem sempre fazem e que não deviam nunca esquecer.

Partilhar é dar ajuda, amor, ser solidário, não esquecer os que precisam. Alguns, de qualquer forma, já algumas vezes nos tinham ajudado.

Recordo aqui Alda Lara, que no inicio dos anos sessenta, nos deixou um poema, do qual extraio alguns versos. « Que é feito desses meninos/que gostava de embalar?…/Que é feito desses meninos/que ela ajudou a criar?…/Quem ouve agora as histórias/ que costumava contar?…/É que os meninos cresceram,/e esqueceram/as histórias/que costumavas contar…/Muitos partiram pra longe,/quem sabe se hão-de voltar!…».

António José Zuzarte, Costa da Caparica, 4 de Abril de 2020.

One thought on “A Ama de Leite

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest