Almada Quer Túnel

Inês de Medeiros, presidente da Câmara de Almada, reafirmou a sua defesa pela construção de um túnel entre a Trafaria e Algés. Esta travessia é fundamental para o “desenvolvimento da Área Metropolitana de Lisboa” e, particularmente, para Almada. Respondia assim, na Assembleia Municipal, à questão levantada pela deputada do Bloco de Esquerda, Inês Bom, indagando se os grandes projectos para o concelho estão dependentes desta ligação entre as duas margens do Tejo.

São empreendimentos como Almada Cidade da Água, o da reabilitação do Ginjal, em Cacilhas, ou ainda a intensificação de actividades da Faculdade de Ciência e Tecnologia. Projectos que a própria Inês de Medeiros fez depender desta nova travessia que, na sua opinião “é melhor por túnel do que por ponte”.

Depois de afirmar que, para já, “o que é preciso é existirem mais barcos a fazer a travessia de passageiros no Tejo”, a presidente da Câmara de Almada adiantou que já começou a reunir com entidades competentes nesta matéria e manifestou o interesse do executivo municipal ao ministro das Infraestruturas. Disse ainda que está a ser preparada uma reunião com o presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, que também já disse ser a favor desta ligação.

Uma coisa é certa, a intenção de construir esta ligação já tem bastantes anos e, tanto na margem sul como na norte já existem estruturas viárias “praticamente prontas” para complementar esta ligação, disse Inês de Medeiros. Trata-se da A33 em Almada e da ligação à CRIL no lado de Algés.

Entretanto, a 5 de Junho, foi formalmente constituído em associação o grupo de cidadão que está a mobilizar a petição pública pela construção do túnel Trafaria – Algés. Segundo Pedro Pereira, um dos fundadores deste grupo, a petição online, na altura, já tinha 2 mil assinaturas e, em papel, 2 400.

Notícias da Gandaia

Jornal da Associação Gandaia

2 thoughts on “Almada Quer Túnel

  • 3 de Julho, 2020 at 17:09
    Permalink

    A única vantagem que vejo na construção do pretendido túnel é juntarmos a Dª Inês ao Sr. Isaltino e enviá-los para a Suiça.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest