Da Weasel na Incrível

O até há meses inesperado reencontro vai acontecer: os Da Weasel regressam ao palco, para um concerto anunciado como “único”, no próximo Verão, a 11 de Julho, na noite de encerramento do festival Nos Alive. Até lá, ensaiam na Incrível Almadense.

O encerramento de actividade da banda criada em Almada, por assim dizer, deu-se em 2010, três anos depois da edição de Amor, Escárnio e Maldizer, álbum de fecho de uma carreira iniciada, em 1993, com a edição de More Than 30 Motherf*****s, que gerou discos como Dou-lhe Com A Alma, 3º Capítulo, ou Iniciação A Uma Vida Banal – O Manual, dois prémios Blitz e outro par de galardões cortesia da MTV. Depois, como se costuma dizer, cada um foi à sua vida. Até Álvaro Covões, o promotor do festival Nos Alive, os convencer a realizar novo espectáculo no Verão de 2020.

“Ninguém imaginou que fosse possível. É uma grande fezada”, diz Carlão (o artista anteriormente conhecido por Pacman) em vídeo distribuído pela banda no qual se assinala o início dos ensaios na histórica sala da cidade. O local escolhido não é evidentemente casual. A banda começou em Almada e foi precisamente no salão da Incrível que alguns dos membros dos Da Weasel começaram a ver concertos. O que é assinalado aliás por João Nobre (o artista anteriormente conhecido por Jay-Jay) ao recordar que viu ali concertos que o fizeram pensar qualquer coisa como “um dia quero estar naquele palco.” Por isso, “usufruir, agora, dessa sala para ensaiar é um privilégio.”

A possibilidade de ensaiar na Incrível Almadense, diz a banda, surgiu “há três meses”, com a “conjugação de vontades” entre os da Weasel, a Câmara Municipal e a Sociedade Filarmónica Incrível Almadense, traduzida em “acordo de aluguer temporário”, o qual, após um período de preparação do local, permitiu o início dos ensaios.

Notícias da Gandaia

Jornal da Associação Gandaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest