João Cutileiro

O Homem, o artista, morreu, mas a obra ficará para sempre a marcar a sua presença nos 83 anos em que viveu entre nós. Foi no dia 5 deste Janeiro de 2021, que partiu o amigo já de há quase meio século. Foi um dos maiores, que deixou obra meritória na escultura, no desenho, nas gravações e recortes. João Cutileiro, o “Príncipe do mármore” como lhe chamaram.

Conheci-o quando já vivia em Évora, nesse Alentejo onde tinha algumas das suas raízes, e a amizade nasceu.

Neste momento de dor não posso deixar de me associar, assim como a nossa Associação Cultural, porque as artes perderam um dos seus maiores.

Este 2021 está a ser muito duro para os artistas portugueses. Eles ficarão sempre presentes pelos legados que nos deixaram, mas a partida do João, meu grande amigo do coração, deixou-me de rastos. Um grande abraço e espera lá por mim.

Guarda-me um lugar a teu lado.

António José Zuzarte, Costa da Caparica, 5 de Janeiro de 2021.

One thought on “João Cutileiro

  • 8 de Janeiro, 2021 at 19:36
    Permalink

    Lamento imenso, amigo!
    A vida é uma sequência de eventos e a morte é o último…

    Abraços

    Reinaldo

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest