Risco Sísmico em Estudo

Para desenvolver um plano de emergência municipal para o risco sísmico iniciou-se, no final do mês passado, o projecto Almada – Comunidade Resiliente: Estudo do Risco Sísmico, resultado de uma parceria entre a Câmara Municipal de Almada e o NESDE – Núcleo de Engenharia Sísmica e Dinâmica de Estruturas, unidade do Departamento de Estruturas do LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil, I.P).

O projecto agora em curso realiza-se Setembro de 2022 e, conforme informação do município, “comporta quatro tarefas: caracterização da perigosidade sísmica, caracterização da exposição e vulnerabilidade do edificado e da população, avaliação do risco sísmico e comunicação do risco sísmico, conhecimento sobre a percepção social do risco e sensibilização pública para a sua redução.”

Será da análise destes cenários sísmicos e das suas consequências que nascerá o plano especial de emergência municipal para o risco sísmico, com vista a desenvolver estudos de mitigação do risco e de recuperação pós-sismo, assim como “a elaboração de mapas de risco sísmico para o território.” O estudo tem também em conta que os “danos resultantes dos sismos são originados muitas vezes pelas atitudes da população, durante e após o evento, e não do sismo em si. Assim, com “base nos resultados do estudo, será desenvolvido um plano de sensibilização e formação da população sobre o risco sísmico. Serão também desenvolvidos os conteúdos a divulgar sobre risco e medidas protetivas (o que comunicar?); a estratégia de comunicação a adoptar (como comunicar?); e os grupos-alvo (a quem comunicar?)”

Notícias da Gandaia

Jornal da Associação Gandaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest