Rua-Laboratório em Cacilhas

O projecto Laboratório Vivo de Redução de Carbono, no valor de 1,2 milhões de euros, que pretende reduzir a emissão de gases de carbono em 80 por cento até 2050, foi aprovado e apresentado o ano passado, mas só arranca no final de 2019, disse à TSF o vereador do Ambiente da Câmara de Almada, Nuno Matias.

Experiência inédita em Portugal, o Laboratório Vivo de Redução de Carbono tem o intuito de incutir uma mentalidade ambientalista em comerciantes e moradores da Rua Cândido dos Reis, na zona histórica ribeirinha de Cacilhas. Recolher e separar resíduos serão, assim, atitudes premiadas com uma moeda virtual (projectada com a ajuda da Universidade Católica), criada especialmente por empresas tecnológicas especializadas, e a distribuição para os cerca de 30 cafés e restaurantes será feita com carros eléctricos a partir de um centro logístico, o Farol, que produzirá electricidade através de painéis fotovoltaicos e de um inovador sistema que produz energia através de um solo especial que aproveita o movimento dos peões.

Carlos Sousa, da Agência Municipal para a Energia, explicou à TSF que “12 empresas estão envolvidas no consórcio e aceitaram o desafio de construir um plano que incorporasse um conjunto de aspectos que pudessem qualificar a rua e aumentar a sustentabilidade deste local”. Essas empresas fornecerão soluções tecnológicas, energéticas e de infra-estruturas, e foi criada uma moeda virtual que “funcionará como um incentivo para os comerciantes e para os moradores. Quando fizerem a recolha do lixo, receberão esta moeda virtual que lhes permite fazer compras na rua e locomover-se nos transportes públicos da cidade”. O laboratório será a “projecção real de um espaço inclusivo – para moradores, comerciantes e visitantes –, circular – com redução de desperdícios e aumento da eficiência – e de baixo carbono”. Mas, por agora, é preciso “vir para a rua e falar com todos os comerciantes para explicar que isto é um ganho” para todos, afirma Carlos Sousa.

Notícias da Gandaia

Jornal da Associação Gandaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest