Xávega de Ovar

Barco-xávega1O município de Ovar vai candidatar a arte xávega a património cultural imaterial de Portugal. O lançamento da candidatura está marcado para a tarde de hoje.

O posto de turismo do Furadouro será o ponto de encontro de elementos da comunidade piscatória, numa “manifestação de interesse” que marcará o lançamento da respetiva candidatura. A pesca artesanal, no concelho de Ovar, é uma tradição antiga e enraizada nas gentes vareiras, que o município quer ver amplamente reconhecida.

Esmoriz, Furadouro e Cortegaça são zonas costeiras conhecidas por esta prática, num concelho que em tempos acolheu mais de uma dezena de companhas (associações organizadas de pesca), mas que atualmente conta apenas cerca de meia dezena ativas.

“Pretendemos consolidar a nossa identidade”, explicou o presidente da Câmara, Salvador Malheiro, referindo que se trata de um processo de “várias etapas”. O autarca lembrou que, em Ovar, a arte xávega é uma imagem de marca e que “são poucas as famílias que não têm ligação à comunidade piscatória”. Motivo pelo qual considera necessário dar relevo à candidatura, numa ocasião em que são também cada vez mais as dificuldades que os pescadores enfrentam.

Salvador Malheiro sublinhou que o reconhecimento cultural imaterial resultará, ainda, em ações mais abrangentes para a comunidade piscatória como, por exemplo, na requalificação dos bairros habitacionais.

Fonte: Jornal de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest