Almada Poluída

By  | 10 Maio, 2018 | 0 Comments | Filed under: Notícias

Existem 15 locais em Portugal que ultrapassam o nível máximo de partículas finas inaláveis, ou seja, poluição provocada por partículas minúsculas que entram nos pulmões e no sistema cardiovascular, determinado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Um deles é Almada.

Em causa está a poluição com partículas minúsculas (ou PM2.5, as mais finas e susceptíveis de se infiltrarem nos organismos) que entram nos pulmões e no sistema cardiovascular, causando doenças potencialmente mortíferas como derrames cerebrais, ataques de coração, obstruções pulmonares e infecções respiratórias. Partículas entre nós particularmente sentidas em Estarreja, no primeiro lugar desta duvidosa lista, logo seguida da cidade de Almada e Cascais, empatadas no segundo lugar, enquanto na terceira posição deste campeonato de poluição seguem Lisboa e Portimão, com Albufeira, Buraca (Amadora) e Faro pouco atrás.

Ainda assim, os valores limite indicados pela OMS são, no entanto, mais baixos do que os da legislação portuguesa e comunitária (25 microgramas por metro cúbico de ar), o que deixa estas localidades dentro dos limites exigidos pela lei.

A OMS revelou entretanto que, globalmente, nove em cada 10 pessoas respiram ar poluído e contaminado. Na Europa e no continente americano, os níveis de contaminação do ar têm-se mantido estáveis ao longo dos últimos seis anos, em alguns casos com ligeiras melhorias.

About 

Jornal da Associação Gandaia

http://gandaia.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


CALENDÁRIO DO

AGENDA

Loading...

Subscreva aqui o Boletim do Notícias da Gandaia

Receba semanalmente no seu email um resumo das novas notícias publicadas no nosso jornal. Basta inserir o seu

Pin It on Pinterest