A Agenda Política dos Caparicanos

c_caparica_x_-_11_04_04_2Mantemos ABERTO o elenco das questões que os Caparicanos querem ver discutidas nestas eleições pelos candidatos à sua autarquia.

Em breve iremos transformar este artigo numa entrevista escrita que iremos enviar a todos os candidatos à Freguesia e à Câmara Municipal.

Várias foram já as contribuições e não está ainda fechada a lista de temas. Podem continuar a colocar questões na caixa de comentários por baixo deste artigo. A Gandaia é de opinião que devemos debater estas questões, devemos debater todas as questões que os caparicanos considerem importantes para a sua vida. Tal como temos defendido, esse é o conceito de cultura com que trabalhamos: “a maneira como uma comunidade vive num determinado território, a maneira como as coisas se fazem num determinado sítio”.

Especialmente num momento eleitoral autárquico, de opções no aparelho administrativo político de proximidade, os problemas que os membros da comunidade sentem como importantes devem ser tidos em conta, debatidos e comentados por todos os candidatos.

A Gandaia irá enviar esta lista, solicitando a todos os candidatos que publicitem as suas posições em relação a estes temas e irá publicá-las aqui, no Notícias. Na nossa opinião, é assim que se constrói uma democracia mais consciente, mais aprofundada, mais participada. A Gandaia acredita na Democracia.

Queremos agradecer a todos quantos contribuiram até agora para esta lista de temas: Rui Gonçalves, Miguel da Costa, Pedro Souto, João Paulo Costa, Artur Alfama, Isabel Laranjeiro, António José Barra, Jorge Vasconcelos, Fernando Barreiros, Manuel Torres, Irene Zandwijck e um comentário do Presidente da Gandaia que podem ler clicando aqui.

Esta lista, recordamos, ainda não está fechada. Podem continuar a colocar questões na caixa de comentários por baixo deste artigo.

Até agora, por ordem da sua entrada, a lista é a seguinte:

      • A erosão costeira – A manutenção de areia nas praias. Sem areia não há praias, sem praias não há turismo e a própria cidade perde as suas defesas naturais. De notar que a Costa se encontra parcialmente abaixo do nível do mar! Porque não se pediu ao Departamento de Hidráulica do LNEC um estudo visando a reposição natural da areia na praia?
      • Habitação, bairros clandestinos nas Terras da Costa
      • Segurança urbana, nas praias e nos estacionamentos
      • Parquímetros, estacionamento, preço do estacionamento e destino dessas verbas
      • Limpeza urbana e das praias
      • Lazer na Costa da Caparica:Percurso de Manutenção no Paredão; grande parque Infantil que atraia visitantes; “Half Pipe” para skaters;Parede de escalada…
      • terminal de contentores na Trafaria;
      • arborização do meio urbano;
      • A remoção dos painéis de vedação do terreno destinado à construção de um hotel (antigo terminal de Verão da Rodoviária Nacional) e a sua utilização como parque de estacionamento. Deste modo acabar-se-ia com a inestética barreira logo à entrada da Costa e contribui-se-ia de forma apreciável para a melhoria do estacionamento pois não existe actualmente espaço para os tantos carros que nos visitam no Verão ou em qualquer fim de semana de bom tempo;
      • A reposição do local de partida do Transpraia no local original, onde agora chamam o “Largo das Tábuas”, junto do restaurante Carolina do Aires. O percurso inicial deveria situar-se entre os pavilhões dos apoios de praia e o paredão;
      • A replantação de todas as árvores que secaram ou estão muito debilitadas mas desta vez efectuando as regas necessárias e não as deixando morrer à sede, como aconteceu com as anteriores. De notar que em cada um dos locais locais de plantação existe um ponto de rega podendo o conjunto ser accionado manualmente ou automaticamente;
      • O ajardinamento do terreno situado entre o final da Rua dos Pescadores (poente) e o edificio do Turismo e da Polícia Marítima com vegetação apropriada ao local;
      • A colocação de calçada à portuguesa em algumas ruas da Costa. Por exemplo na Rua dos Pescadores substituindo as áreas de tijoleira de barro, entretanto mostrado inadequada como material de pavimentação, por paineis de empedrado artístico alusivos ao local. De notar que a calçada à portuguesa está associada à nossa cultura e está presente em muitos países de todos os continentes. Veja-se por exemplo o calçadão da praia do Rio de Janeiro e sonhe-se com um efeito semelhante no “passadiço” da nossa Costa!
      • O fim do estado de ruína de muitas casas, obrigando os seus proprietários a efectuar obras de reconstrução ou a proceder à sua demolição. Veja-se o estado lastimável que apresentam várias moradias na zona da Rua João Inácio, Rua Capitão Ribeiro da Cruz, Joaquim da Matosa, e outras;
      • A construção de um Centro Comunitário/Lar dotado de condições impares de qualidade e conforto para os seus utentes;
      • A promoção da Costa no estrangeiro, quer como destino turístico quer de instalação, favorável a pessoas sofrendo de doenças alérgicas e do foro respiratório, destacando as qualidades do seu micro clima específico;
      • A realização de uma feira bi-mensal de plantas ornamentais e de produtos agrícolas produzidos localmente, com eventual certificação de produtos biológicos;
      • A revitalização do Parque de Santo António, com mais sombras (mais árvores) e iniciativas tendentes a atrair mais utentes;
      • Medidas que promovam a sustentabilidade agrícola e ambiental da freguesia;
      • Promoção do uso da bicicleta, nomeadamente pela construção de ciclovias, locais de parqueamento de bicicletas, nomeadamente nas praias, e eventual disponibilização deste tipo de veículos em regime de aluguer ou de cedência temporária;
      • Medidas que promovam a interação entre o turismo e as atividades historicamente presentes na freguesia, como por exemplo a pesca e atividades relacionadas e a agricultura;
      • Biblioteca;
      • Notariado;
      • Centro de Emprego.

 

Notícias da Gandaia

Jornal da Associação Gandaia

3 thoughts on “A Agenda Política dos Caparicanos

  • 28 de Junho, 2013 at 10:36
    Permalink

    Sendo “cidade”……….:
    – biblioteca
    – estacionamento para bicicletas em vários pontos centrais na Costa, São João, etc.
    – notariado
    – centro de emprego 100%
    – acabar com o espaço de madeira estragada ao lado do Tarquinio, e fazer ahí um espaço para desporto, animação, concertos, etc. (Como era antigamente, mas melhor!)

    Reply
  • 19 de Junho, 2013 at 23:14
    Permalink

    O dinheiro não paga tudo.

    Uma das coisas que sinto que tem de mudar é o “bom gosto” , todos sabemos que gostos não se discutem mas a verdade é que muito dinheiro se tem gasto na Costa em coisas de mau gosto ou de fraca qualidade, a Costa da Caparica quer se queira quer não ainda é a sala de visita do Concelho de Almada, e é nesse contexto que se deveria desenvolver, contudo há medida que o tempo passa parece que fica cada vez mais cinzenta, mais “dormitório” , cheia de remendos de reparações, de desenrasques…. Logo cada vez menos turística, o centro do comércio e da cidade transmite uma energia negativa, de ambiente decadente.

    Não há qualquer preocupação com a imagem, muitas obras são feitas de remendos, veja-se o centro em redor da Praça, a calçada está velha escura remendada e com o lancil alto irregular, as pessoas que lá se deslocam para comprar saem depois carregados e é com dificuldade que circulam em tais passeios,
    Da praça chega-se ao chafariz e ao pseudo jardim circundante, é do pior… Passeios horríveis e com grandes declives para a praça da liberdade, onde ainda jazem cimentados os restos dos dois quiosques que de lá foram removidos há quase 20 anos se não me falha a memória.
    E aquele jardim, nossa Sra. que coisa mais feia e “complicada”, fazia muito mais sentido uma praça toda ao mesmo nível sem passeios nem recortes com o nosso chafariz iluminado á noite, com uma de relva simples, era tudo mais “clean” mais fácil de manter.
    Recentemente foram instalados os tão solicitados contentores de lixo subterrâneos, e uma vez mais o mau gosto. Mais um recorte uma nova irregularidade um novo desnível, um novo passeio, desenquadrado…, e logo junto da restauração e de uma farmácia !?… Quem decide estas coisas? que competências tem?

    Pelos passeios são semeados todos os tipos de pilaretes possíveis e imaginários. Na rua Don João VI desde a Praça até ao baldio onde estava a casa da Coroa contei 11 tipos diferentes! É absurdo demais.
    Hoje a Macuta vedou a esplanada o que ainda mais abarracou/espartilhou aquele largo, adicionem placas de publicidade espalhadas por todo lado, juntem uns candeeiros “bonitos” só à frente daquela ” loja”, mais os 14 tipos de floreiras diferentes a dividir outras tantas esplanadas com as suas personalizados e “distintas” calçadas…
    Já conseguiram montar a imagem na cabeça? mau não é?
    Mas esperem, imaginem agora tudo isto MAIS uma pseudo feira das velharias polvilhada caoticamente em cima de tudo isto… Até Dr. Louro este fim de semana se viu a braços com a GNR que teve de intervir por indicação de alguém que se indignou por o mesmo estar a servir de expositor aos artigos de um feirante.
    E a nossa Rua dos Pescadores??? que dizer?

    enfim…
    Falta uma politica de disciplina, de controle de BOM GOSTO!
    Nem sempre atirando dinheiro para cima dos problemas é solução.

    Reply
  • 18 de Junho, 2013 at 15:03
    Permalink

    Quais as propostas dos partidos concorrentes às próximas eleições para a Junta de Freguesia da Costa da Caparica para os seguintes temas:
    – Medidas que promovam a sustentabilidade agrícola e ambiental da freguesia;
    – Promoção do uso da bicicleta, nomeadamente pela construção de ciclovias, locais de parqueamento de bicicletas, nomeadamente nas praias, e eventual disponibilização deste tipo de veículos em regime de aluguer ou de cedência temporária;
    – Medidas que promovam a interação entre o turismo e as atividades historicamente presentes na freguesia, como por exemplo a pesca e atividades relacionadas e a agricultura.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest