Contentores & Petróleo

polnato1Estávamos nós mais descansados com a aparente desistência da ideia de implantar um terminal de contentores na Trafaria quando surge esta semana a notícia de que a Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis (ENMC) adquiriu os direitos da POL NATO para um plano de abastecimento de combustíveis ao aeroporto do Montijo e posteriormente à Portela.

Antes de mais, é preciso ter em conta que esta infraestrutura atravessa toda a nossa regiâo. Vai da Trafaria até S. João da Caparica, onde se situam vários grandes depósitos, e depois segue, pelo menos, até à Fonte da Telha, dirigindo-se depois para o interior. Até ao Montijo, pelo menos.

Ainda me lembro quando aqueles depósitos foram construidos, acabando com a relação que tinhamos com a arriba fóssil, cortada pela vedação da POLNATO, guardada por patrulhas de jipes e que, depois, já não deixavam ninguém se aproximar da arriba.

Para nós crianças, habituados a subir ao “monte” e espetar umas bandeirolas em papel de jornal ou, nos melhores dias, com uns trapos, começamos a ser barrados por soldados – com armas a sério e tudo – que já não estavam para brincadeiras.

O caso não era para menos. Estas infraestruturas estão cheias de combustíveis altamente inflamáveis, diria mesmo, explosivas.

Este projeto de juntar a uma zona turística e balnear uma infraestrurura explosiva, não me entra na cabeça.

A verdade é que além destas, ainda havia a Fábrica de Pólvora, perto da Cova do Vapor, que entretanto fechou.

Ainda assim, caros caparicanos, trafarienses e fontelheiros, estamos perante um caso (bicudo?) que deve suscitar a nossa reflexão cuidada e, provavelmente, até, uma posição…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Pin It on Pinterest