Máscara Vazia

Apesar de Roger Waters ter dito que a letra do Telemóvel de Conan Osíris lhe parecer profunda, apesar deste Conan ter começado a sua carreira pelo lado mais intelectual do “showbizz” lisboeta, Galeria Zé dos Bois incluída, eu acho que aquilo do telemóvel é simplesmente imbecil: não tem espírito

– A letra é imbecil Roger Waters! Talvez a culpa seja de quem te traduziu a coisa, mas mesmo assim…

Muito bem, eu compreendo que o que tu querias mesmo era que se boicotasse o espetáculo em Israel que ganhou o certame no ano passado com uma canção… imbecil.

Evidentemente a estratégia de Conan foi fazer o que Netta Barzilai fez no ano passado: criar o mesmo look ajaponesado, tentar uma coreografia sugestiva, ou seja, uma não coreografia com João Reis Moreira a fazer o que lhe der na cabeça.

Quando cometo o erro de comprar alguma coisa na net, assim de impulso, passo dias a ter anúncios daquilo que comprei. É irritante, apetece-me dizer “Ó pá, já comprei!”. Foi precisamente o que a Eurovisão disse aos rapazes que foram em nome de Portugal: “Ó jovens, já comprámos isso no ano passado!”

Na verdade, na minha humilde opinião, tudo aquilo é uma patranha barata para “épater la bourgeoisie”, como diria Rimbaud. E lá conseguiu surpreender os bem pensantes burgueses locais.

Como se tudo isto não bastasse, qual cereja no topo do bolo, a tão propalada máscara do rapaz Osíris, as populares “as colheres”, que Conan O diz que são “conceito seu que a sua amiga e joalheira Adriana Ribeiro” fabricou, são uma cópia desavergonhada do personagem que fugazmente surge no vídeo da Lady Gaga (blhec) b”Bad Romance”.

Está aí a foto para vocês aí que nunca acreditam no que digo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest