Três Poemas de Amor

Para Ti meu Pai…

Sol frio de Outono/Naquela tarde de 66/Aos meus ombros/E de muitos amigos/Fizeste a tua última caminhada!!!/Gelaram os nossos corações/Quando no dia de São Martinho/Nos deixaste/Na tristeza,/Na dor,/Mais sós,/Mas orgulhosos de Ti…/Os teus versos/Não mais os rimaste/Mas rimar dor com amor/Foi a poesia desse dia./Hoje comi castanhas assadas,/Pensei muito/Gostava de ter-te a meu lado/Para me ensinares a fazer versos/Mas o Sol de Outono,/Passados 42 anos,/Continua a brilhar/E tudo me faz recordar/Só não aquece o meu coração.

Costa da Caparica, 11 de Novembro de 2008.

Sete de Agosto…

É para Ti Mãe/Que neste dia suportavas as dores/Para teres o teu primeiro filho…/Como seria esse Agosto de trinta e nove?/Quente como hoje/Mas tão feliz para Ti…/Estavas na tua cama/Na tua casa/Naquela que seria o meu ninho…/Aí cresci os meus primeiros dias/Sem saber dos rumores da Guerra/Que na Europa logo começou…/Sem brinquedos caros/Mas sempre com o teu amor…/Ensinaste-me a ser Homem,/A tratar todos por iguais,/A amar os campos/As planícies/Os trigais,/Desse nosso Alentejo/Lugar das nossas raízes…/Hoje já velho,/Junto ao mar,/Penso em Ti…/A brisa leva os meus beijos/E as pétalas das flores do teu jardim/Caiem desse Céu azul/Donde olhas para mim.

Costa da Caparica,7 de Agosto de 2012.

Um de Junho…

Crianças, é para vocês/Este dia do ano…/Só um dia, como um doce/Para adoçar as vossas bocas…/Os adultos decidem/Eles mandam sempre/E esquecem os sorrisos,/As perguntas difíceis,/A que têm que responder…/São vocês crianças/Que um dia as irão fazer…/Todos os dias do ano/São os vossos dias…/Há sempre alguém/Com o coração bem grande/Que vos oferece/Eternamente Amor.

Costa da Caparica, 1 de Junho de 2012.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest