Cabo da Boa Esperança

By  | 22 de Fevereiro de 2017 | 1 Comment | Filed under: António Zuzarte, OPINIÃO

Cabo da Boa Esperança

De novo, em Fevereiro de 2009, a África do Sul e o Cabo da Boa Esperança. Lá em baixo, com a pequena praia de areia branca, está o célebre cabo, onde Bartolomeu Dias perdeu a vida, ao lado de tantos navegadores portugueses que, por volta de 1500. Navegavam naquelas águas a descobrir o Mundo. Vasco da Gama por lá passou também quando descobriu o caminho marítimo para a Índia.

Ali, onde dois oceanos misturam as suas águas, o Atlântico e o Índico, não esquecerei jamais esta viagem maravilhosa e quero registá-la aqui para os meus leitores. Eu era um pouco mais novo, e iria completar nesse 2009, setenta anos de Vida. Por aquelas paragens sonhei, vivi e recolhi imagens que guardo com muito carinho, com muito amor e saudade. E Camões escreveu assim: «Naufrágios, perdições de toda a sorte / Que o menor mal de todos seja morte»

António José Zuzarte, Costa da Caparica, 21 de Fevereiro de 2017.

Print Friendly

One Response to Cabo da Boa Esperança

  1. Reinaldo Ribeiro 24 de Fevereiro de 2017 at 9:39

    Outros que aí passaram antes chamaram-lhe ‘Cabo das Tormentas’-

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

AGENDA

Loading...

GANDAIA NO EMAIL

Para receber no seu email o nosso BOLETIM SEMANAL só tem que introduzir aqui o seu endereço eletrónico...