Dia de São João

Cheguei à praia e uns pingos grossos de chuva, molharam os vidros do meu carro, mas depressa pararam. Saí e encaminhei-me para o Bar Leblon, onde ainda não tinha aparecido neste inicio de Verão quente.

Rever amigos e continuar velhos hábitos adquiridos nestes últimos anos. Olhar o mar, as dunas envolventes, um mundo diferente do que ocorre, todos os dias, no centro da cidade. As praias de São João, com as suas bandeiras azuis, as suas águas límpidas e as suas brancas areias, cá estão aguardando a chegada dos que se querem bronzear ao sol, mergulhar nas suas ondas suaves, neste mar português que me habituei a olhar, cá de cima, trazendo à memória recordações de outros verões e de outras vidas. Vidas que já partiram mas que sempre recordo nestas tardes de recolhimento.

Há mais alegria nos que por aqui encontro hoje e observo os trabalhos dos mais jovens, que embelezaram com as suas pinturas a entrada da praia, depois da passadeira de madeira, com mensagens para protecção das praias e das dunas. Eles, como eu, pintámos o Sonho, o Sonho de proteger a Natureza. Eles com as suas tintas e os seus pincéis, eu com as minhas palavras para muitos lerem. Desejos comuns de humanizar este Mundo, de o tornar mais belo, e onde seja bom viver neste São João e em todos os dias das nossas Vidas.

 

António José Zuzarte, Costa da Caparica, 24 de Junho de 2017.

2 thoughts on “Dia de São João

  • 27 de Maio, 2018 at 17:44
    Permalink

    Só hoje, 27/5/18, tive oportunidade de ler o teu apontamento sobre o Dia de São João. Sensibilidade, sentimentalismo….poesia. Todos os ingredientes que levam a enviar-te os parabéns, juntamente com um forte abraço. Chaubet

    Reply
  • 14 de Julho, 2017 at 11:49
    Permalink

    Concordo! Vamos humanizar este mundo e torná-lo mais belo, se possível, e lutemos contra a sua degradação continuada.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest