Diocese de Setúbal quer ligar Cristo Rei ao Cristo Redentor

page0Setúbal, 23 jul 2013 (Ecclesia) – ‘Do Cristo Rei ao Cristo Redentor’ é a proposta da pastoral juvenil da Diocese de Setúbal para o próximo sábado, iniciativa que pretende unir os jovens ao Papa Francisco e à Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013.

O evento dirige-se a todos os jovens que gostariam de participar na JMJ que começa hoje no Rio de Janeiro e decorre até domingo, num dia passado entre o Santuário do Cristo Rei, em Almada, a praia da Costa da Caparica e a ligação em direto com a vigília da JMJ.

“O dia da vigília com o Papa é muito emotivo, de muita alegria, de oração e comunhão entre os jovens cristãos, por isso, o propósito da pastoral juvenil foi unir os jovens da diocese nesta grande atividade e neste evento”, explica à ECCLESIA Inês Castro, da equipa de pastoral juvenil.

O ponto de encontro é o Cristo Rei, às 10h00, onde as atividades começam “com a oração da manhã”, e partem num peddy-papper, “muito animado e muito divertido”, até ao Parque da Paz, ainda em Almada, onde decorre o almoço partilhado entre todos.

Depois, de autocarro, os participantes vão para a Costa da Caparica para vários momentos como “evangelização de rua, uma ida à praia, onde as pessoas podem descontrair um pouco, e algumas surpresas e atividades”.

Ainda de tarde haverá a celebração da eucaristia antes do jantar na igreja paroquial de Nossa Senhora da Conceição, mais conhecida como igreja nova.

Há dois anos, 150 jovens da diocese participaram na JMJ de Madrid, Espanha, no que se revelou “uma experiência muito intensa e sentida”.

Para Inês Castro, o encontro entre o Papa Francisco e a juventude é “muito importante” para que todos “se sintam acolhidos”.

Destes encontros pode surgir um maior compromisso entre os jovens e a Igreja, a começar pelas paróquias, grupos de jovens ou movimentos mas, também podem originar-se “novas vocações sacerdotais, religiosas, missionárias”.

Num período de férias escolares de verão, propício a outras atividades, a pastoral juvenil da Diocese de Setúbal encara este dia como um desafio para todos os intervenientes.

“O que fizemos foi tentar aproximar este evento da realidade que os jovens gostam, por isso escolhemos a praia para os desafiar a participarem e dar-lhes outras perspetivas e oportunidades”, revela Inês Castro.

“Temos de chamar os jovens e dizer que este não é um caminho de aborrecimento ou que as pessoas estão tristes, é um caminho alegre em que podemos caminhar e de certeza que podemos tornar muito mais ricos e muito mais próximos uns dos outros”, assinala a interlocutora aos microfones do programa Ecclesia, vai ser transmitido esta quarta-feira na Antena 1, às 22h45.

 

Notícias da Gandaia

Jornal da Associação Gandaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest