Transtejo Elétrica Avança

A Transtejo, que assegura o transporte fluvial entre Lisboa e a margem sul do Tejo, anunciou que recebeu o visto prévio do Tribunal de Contas e vai avançar com a compra de 10 navios elétricos.

Segundo a empresa, fica assim concluído o processo legal que “antecede a concretização do projeto de renovação da frota de navios que irá, a partir de 2022, operar nas ligações fluviais de Cacilhas, Montijo e Seixal”.

Com estes navios, que representam um investimento de 52.440.000 euros, a empresa fica com uma frota de navios “ambientalmente sustentável, movida por sistema de propulsão 100% elétrico, com consumos energéticos inferiores às dos navios atuais e sem emissões de GEE [em 2019, o consumo de gasóleo foi de cerca de 5,249 milhões de litros, correspondente à emissão de 13.122 toneladas de CO2]”, indo ao encontro das políticas para a descarbonização, frisou a Transtejo.

Em meados de outubro de 2020, a Transtejo adjudicou ao estaleiro espanhol Astilleros Gondán, S.A. a aquisição de 10 navios totalmente elétricos, a partir de 2022, para as ligações entre Lisboa e a margem sul do Tejo.

No passado dia 03 de fevereiro, o ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, fez saber que o contrato para a construção dos 10 barcos elétricos tinha sido assinado entre a Transtejo e o consórcio vencedor do concurso, ficando a faltar o visto prévio do Tribunal de Contas.

Na altura, o ministro disse esperar que os primeiros navios possam ser entregues “em abril de 2022”. A Transtejo assegura as ligações fluviais a Lisboa a partir de Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão.

Notícias da Gandaia

Jornal da Associação Gandaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest