António Zuzarte

Coluna da responsabilidade do nosso amigo António Zuzarte

Anos a Virar o Mesmo Frango

0
7 Novembro, 2017

MUITOS ANOS A VIRAR O MESMO FRANGO Foi há já vinte anos que iniciei a minha colaboração escrita em várias revistas e jornais, assim como trabalhos científicos sobre Entomologia, estes desde 1978. Desde a revista “Teres e Haveres” e do Boletim da ACRA, passando depois para o “Novo Burladero”, “Almanaque Alentejano”, “Touradas”, Jornal “O Sorraia”, […]


Sempre a Correr

0
31 Outubro, 2017

Sempre a correr… Esta foto foi obtida em 15 de Dezembro de 1956…há 60 anos, era eu aluno na Escola de Regentes Agrícolas de Santarém e tinha 17 anos de idade. É uma final de uma prova de 200 metros, que ganhei ao meu colega, amigo e alentejano como eu, o Manuel Tello Barradas, natural […]


Rafeiro do Alentejo

0
17 Outubro, 2017

O Rafeiro do Alentejo A funcionalidade desta raça está vocacionada para actividades ao ar livre e não para viver como cão de companhia no espaço limitado de qualquer apartamento das nossas cidades. A foto é do autor, quando criança e, em segundo plano, o seu “Leão”. Transcrevo a seguir uma crónica que escrevi e foi […]


Mais um Outono

0
3 Outubro, 2017

Mais um Outono das nossas vidas… É o Outono a estação do ano que muitos elegem como a sua preferida. Segue-se ao Verão que, às vezes escaldante, o vem amenizar. Os dias longos, de que tanto gosto, começam a ficar mais curtos!!! O Sol esconde-se no horizonte e a noite chega, longa, às vezes fria, […]


“Capona” Castanha

0
26 Setembro, 2017

A minha “Capona” castanha Durante alguns anos o meu Pai teve um cavalo, de cauda curta, a que chamava “Capona”, devido a essa amputação, logo em poldro.Era um cruzado com muito sangue dos trotadores Hackney. Foi a minha montada em alguns anos da minha juventude. Já lá vão mais de 50 anos quando ele era […]


Mati

0
5 Setembro, 2017

MATI   Um olhar triste Numa cara bonita Tão bonita como o lugar Onde um dia nasceu. Mulher que partiu Deixou os filhos lá longe E luta para os criar Percorrendo as ruas As ruas desta cidade Os caminhos da vida Para a poderem ajudar. Mulher dos olhos doces Tão doces mas tão tristes Tão […]


Um Desabafo

0
25 Julho, 2017

Dizia-me há dias alguém, a propósito da minha ausência das corridas de toiros, que quem não aparece se esquece… Mesmo aqueles que a morte já levou e que foram amigos ou mesmo conhecidos, que deixaram obra vasta, nos diversos campos onde desenvolveram as suas actividades, nem esses, não estando presentes fisicamente, jamais serão esquecidos… até […]


AGENDA

Loading...

CALENDÁRIO


Pin It on Pinterest